Mucosite

Mucosite

A mucosite oral ocorre com certa freqüência em pacientes submetidos à tratamento oncológico para os tumores que acometem o trato gastrointestinal, boca, estômago, cólon e reto.

Ao fazer a quimioterapia o organismo pode responder com uma reação tóxica inflamatória, essa toxidade que é causada pode gerar uma descamação das células epteliais que gera dor intensa, úlceras, dificuldade na fala e na alimentação.

Os principais sinais e sintomas gerados pela mucosite são a vermelhidão local, o inchaço, a sensibilidade aumentada de alimentos quentes e condimentados e a sensação de queimação. As áreas bucais mais acometidas são os lábios, língua, mucosas, gengiva e garganta.

Existe a possibilidade de tentar prevenir a mucosite, se for necessário iniciam-se as sessões de laserterapia antes das aplicações de radiotrerapia, sendo essa uma tentativa de prevenir ou diminuir a severidade das lesões bucais.

Para minimizar os danos e desconforto causados pela mucosite oral, podemos administrar medicamentos contra a dor, usar mão da laserterapia que além de atuar na analgesia local diminui a inflamação, método muito efetivo e sem afeito colateral para o paciente.

Nessa fase do tratamento oncológico é de grande importância o contato com um cirurgião dentista, além dele orientar a melhor forma para ser feita a higienização oral, para que não aumentem as lesões existentes e também para não haja qualquer infecção local, piorando muito o quadro geral do paciente, deve ser realizado um check up bucal buscando qualquer foco de infecção bucal, como, raízes residuais, cáries, restaurações infiltradas, abcessos, etc..que prejudicaria sistemicamente na fase do tratamento.

Estamos à disposição para tirar qualquer dúvida ou também através do atendimento Homecare.