A relação entre refrigerantes e cáries

A relação entre refrigerantes e cáries

O aumento no consumo de refrigerantes tem chamado a atenção para o diagnóstico de cárie. Saiba mais como evitar a doença.

A saúde bucal de qualquer pessoa depende de diversos diferentes fatores que compõem a sua rotina. Seus hábitos de higiene, hábitos de alimentação entre outros são determinantes para o diagnóstico de doenças bucais, como por exemplo a cárie. Esta é uma doença muito encontrada em pacientes e pode ser explicada por diversos fatores.

Em linhas gerais, a cárie é um processo de desmineralização do esmalte dental, formando assim, cavitações devido a presença de ácidos em contato com esse esmalte. As bactérias encontradas na boca são responsáveis por transformar o açúcar consumido pelo indivíduo em ácidos e esses acabam por formar cavidades na região do esmalte conforme a sua presença prolongada em um determinado local. Sendo assim, os hábitos alimentares, principalmente de açúcares, amidos e carboidratos em geral, são importantes para o risco da cárie.

Mas também devemos levar em consideração os hábitos de higiene bucal para que a cárie ocorra, mesmo porque a escovação, ao passar o fio dental e utilizar o enxaguatório são medidas extremamente importantes para que, no caso, o ácido não fique exposto por muito tempo sobre o esmalte e assim, não cause a cárie.

Como os refrigerantes causam a cárie?

Ultimamente o consumo de refrigerantes tem aumentado consideravelmente. Algumas estimativas obtidas nos Estados Unidos mostram que de uma a cada duas crianças ou adolescentes (50%) à quatro em cada cinco (80%) consomem pelo menos uma porção de refrigerante por dia. Além disso, pelo menos uma em cada cinco crianças ou adolescentes (20%) consome, no mínimo, quatro porções diárias da bebida. Podemos concluir por esses dados que a quantidade de refrigerante consumida é alta, mas o mais significante é o dado que mostra o consumo parcial da bebida durante o dia, ou seja, tomar refrigerante várias vezes no dia. Pequenas quantidades de açúcar consumidas frequentemente aumentam a incidência de cáries mais do que grandes quantidades de açúcar consumidas com menos frequência. Se pensarmos, no caso de uma alta freqüência de consumo, o esmalte ficará exposto ao açúcar presente na bebida por mais vezes, sendo mais difícil de não ser formada a cárieno esmalte dental.

O que fazer para prevenir?

Para que se prevenisse a cárie nesses casos, seriam principalmente necessárias a adequada higiene bucal e a diminuição do consumo de refrigerantes. Algumas medidas para o controle da cárie causada por refrigerante seriam:

  • Substituição dos refrigerantes por outras bebidas, como água, leite e suco de fruta 100% natural;
  • Enxaguar a boca com água, principalmente após o consumo do refrrigerante para que sejam removidos vestígios da bebida;
  • Usar creme dental e enxaguatório com flúor, mesmo porque o flúor fortalece o esmalte e evita cáries;
  • Fazer aplicação de flúor com o seu dentista.
×
Olá!
Posso ajudar?