Saliva no diagnóstico do HIV

Saliva no diagnóstico do HIV

Os EUA acabam de aprovar um novo produto de uso caseiro para detectar HIV. Desde o dia 03 de julho, a agência americana Food and Drug Administration (FDA) que hoje é a responsável pela regulação de alimentos e remédios no EUA aprovou o primeiro teste do tipo caseiro para detectar o vírus da AIDS através da saliva. Denominado como OraQuick In-Home HIV Test, o primeiro teste de HIV poderá ser feito pelo próprio paciente e sem a necessitar qualquer prescrição médica. Assim, através do exame da saliva hoje já se faz possível detectar a presença de anticorpos do vírus da imunodeficiência humana do tipo 1 (HIV-1) e do tipo 2 (HIV-2), vírus responsáveis pela AIDS.

O mais interessante desta novidade é que com este teste foi possibilitado com que as pessoas coletem as próprias amostras de saliva apenas “limpado” a mucosa bucal com uma espécie de haste de algodão. Após aproximadamente 30 minutos, depois de colocar a amostra em um frasco fornecido ao paciente pelo fabricante o mesmo já poderá obter o resultado.

O resultado sendo positivo não significa que o indivíduo está definitivamente infectado com o HIV, um teste adicional deve ser feito por médicos, com o propósito de confirmar os resultados. Do mesmo modo, o resultado sendo negativo não significa que o indivíduo não está infectado com o HIV, principalmente se a exposição ao vírus ocorreu nos últimos três meses.

Para a FDA, a realização do teste é de extrema importância, pois cerca de um em cada cinco infectados não sabem que estão com a doença. Para pessoas não infectadas com o vírus do HIV, o teste tem 99% de segurança, já com indivíduos infectados, esse método tem 92% de precisão, isso significa que haverá um falso negativo a cada 12 testes feitos em indivíduos infectados. Contudo, esse novo método deverá ser mais uma facilidade e também uma alternativa para quem não puder fazer o exame de sangue tradicional.

Segundo as expectativas, início das vendas deste produto está previsto para outubro, onde os profissionais da saúde conseguirão obter o OraQuick por cerca de R$ 35,00, e os consumidores em geral em torno de R$ 120,00.

×
Ola !
Posso Ajudar ?